Foto Matéria 6 (002)

Arte, cultura, história e odontologia!

“Pensávamos em ajudar, mas quem mais recebeu fomos nós”, conta a cirurgiã dentista Taís Rocha sobre o Projeto Fazer Sorrir Angola.

O sonho de ajudar ao próximo sempre esteve presente na vida de Taís Rocha, mestranda e especialista em Odontopediatria, especialista em Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais e professora do curso de Especialização em Odontopediatria (ABO – AL), que desde os 12 anos acompanhava seus pais nos diversos tipos de ações comunitárias. A mãe é assistente social e o pai, advogado. Eles permitiam não apenas que ela participasse dos serviços como também vivenciasse o dia a dia das pessoas que eram assistidas.

Foto Post (002)

“Desde muito nova meus pais me mostraram uma vida diferente da minha e, desde lá, tenho uma caixinha com diversos projetos que tinha vontade de fazer. Ser dentista era o que eu queria para minha vida”, declara. Em 2016, Taís concluiu o curso de Odontologia.

Foto Matéria 1 (002)

“Entre tantos aprendizados, durante o meu curso, fui monitora da matéria de Saúde Bucal Coletiva. Esta experiência me deu a oportunidade de aprender muito mais, de aplicar e transmitir vivências nas comunidades e instituições em que fomos atuantes. É uma das áreas em que mais podemos trabalhar a humanização do atendimento, de como enxergar o ser humano e não somente uma boca a ser tratada”, enfatiza.

Foto Matéria 9 (002)

Após a graduação, Taís procurou agregar novos conhecimentos para seu crescimento profissional. Assim, fez uma especialização em Odontopediatria e outra em Odontologia para pacientes com necessidades especiais. No entanto, foi no mestrado que a sua vontade ganhou mais força e, com a ajuda de uma amiga angolana, teve a oportunidade de criar o projeto na Angola. “Nossos sonhos se uniram. Descobrimos esta vontade em comum e depois outras colegas chegaram para somar”, afirma.

Foto Matéria 3 (002)

Em meio a contatos, planejamentos e expectativas, surgiu o projeto “Fazer sorrir Luanda” com o intuito de realizar gratuitamente procedimentos odontológicos. Taís só não imaginava que a iniciativa ganharia tanta repercussão positiva e virasse, antes mesmo de finalizar o “Fazer sorrir Angola”.

A missão

Foto Matéria 2 (002)

A primeira edição aconteceu em outubro de 2019. Com uma grande mobilização, o grupo conseguiu fazer uma campanha, arrecadar recursos financeiros e muitas doações e, assim, seguir viagem em busca do sonho. A iniciativa foi um sucesso. “Mais de 1200 crianças receberam tratamento Odontológico e 100 tiveram assistência de médica pediátrica. As atividades envolveram educação em saúde do bebê, saúde da mulher, palestras sobre infecções sexualmente transmissíveis, saúde bucal e também foram realizados tratamentos de restauração, exodontia e atividades preventivas. Além disso, acreditamos no poder da arte, da cultura e da história, então sempre há uma atividade de dança/cultural envolvida. Uma terra com um povo feliz, com crenças, costumes e muita cultura a oferecer. Nós fomos lá para ajudar, mas quem mais recebeu fomos nós”, salienta a odontóloga.

Imagens cedidas pela Instituição.
Conheça mais sobre o Fazer Sorrir Angola:
Perfil no IG: @fazersorrirangola
Email: fazersorrirangola@hotmail.com

Quinelato SOCIAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *