UM “CAUSO” CHAMADO QUINELATO

A Quinelato completa 74 anos em 2017. Uma senhora, se olharmos pela ótica do tempo. Uma adolescente, se olharmos pela sua vontade e capacidade empreendedora.
É muito tempo de experiência, pesquisas, conhecimentos, parcerias e muitos amigos feitos pelo caminho. Uma história que se confundiu com a da própria família que a construiu, a família Quinelato – que dá nome a uma das marcas de instrumentos cirúrgicos mais respeitadas do país!
O termo “fábrica de fundo de quintal”, tão pejorativo nos parece e tão literal nesta história, é a melhor forma de descrever como a marca do seu Forceps com garantia Life time, ou do vital Afastador Ankeney, surgiu.
Um pai, quatro filhos, primos, esposas, crianças, cachorro, gato, galinha e outras criações que sustentavam a família. No fundo da casa de um deles. Na fábrica no fundo do quintal. Ali mesmo foram fabricadas as primeiras tesouras, exibidas com muito orgulho por um garotinho de 14 anos que emprestou sapato para fazer retrato e que seria, 70 anos depois, uma das imagens mais significativas desta saga.
Ou seria a figura de sua prima, a mocinha que deixou o crochê na gaveta e preferiu fazer as contas no escritório da firma do pai, a imagem mais adequada para contar esta história? Ou ainda a foto do amigo com tino comercial, jovem e trabalhador, a representação perfeita do passado desta empresa? Nem um, nem outro, nem só os três, mas os três juntos! Misturados por suas afinidades, separados por suas personalidades, foram durante muito tempo, base, alicerce, fundação, pedra, papel e tesoura. O garoto Bernardino, a prima Helenir e o amigo Pássaro. Presidente, diretora financeira e diretor comercial durante 30 anos na Quinelato.
Uma história bonita de ver, melhor ainda de contar! Mas esta parte, a gente deixa para o Seu Bernardino, que hoje é consultor técnico na empresa e “contador oficial dos causos” da Quinelato.

B - H - P1943: Bernardino Quinelato e suas tesouras cirúrgicas  |  1969: Helenir começa a trabalhar na empresa do pai  |  1978: Antônio Pássaro Neto passa a integrar a administração da empresa como diretor comercial.

TRIO CAPITÃO

Este mês tivemos uma homenagem mais do que justa a eles. Três centros foram batizados com seus nomes na fábrica da empresa, em Rio Claro, São Paulo. Parece coisa pequena para o “trio capitão” da Quinelato, mas a história está guardadinha bem lá no fundo do coração. Este mesmo que a Quinelato cuida tão bem, há 74 anos!

helenirO Centro de Treinamento Helenir Quinelato  |  Helenir, Anselmo (atual diretor) e Bernardino Quinelato: duas gerações, uma só história.
bernardinoO Centro de Treinamento Técnico Bernardino Quinelato  |  Anselmo, Bernardino e Pássaro.
passaroO Centro de Assistência Técnica Antônio Pássaro Neto.
anselmo e o trioAnselmo Quinelato, o atual diretor da empresa, e o trio homenageado.

 

DO FUNDO DO QUINTAL AO DISTRITO INDUSTRIAL

A fábrica da Quinelato no fundo da casa de Angelino Quinelato, pai de Helenir, em 1953. E hoje, no Distrito Industrial de Rio Claro, interior de São Paulo.

schobell

Publicado em Eventos, Notícias.